Aracruz na rota dos beija-flores: Aracruz o lugar predileto dos beija-flores

747
Foto ilustrativa

Clima tropical, o verde da Mata Atlântica, bebedouros de água com açúcar e as bromélias fazem de um pedacinho do município de Aracruz o lugar predileto dos beija-flores. A Estação de Biologia Marinha Augusto Ruschi (EBMAR), localizada em Santa Cruz, é praticamente o recanto dos colibris. Apenas numa manhã é possível observar centenas de beija-flores das mais variadas espécies.

Os beija-flores se alimentam do néctar das flores da floresta, mas com a escassez de matas estão cada vez mais sem alimento. Por isto, aqui na EBMAR trabalhamos pensando no suporte à vida dessas aves, através da manutenção diária de 80 bebedouros e cultivo de flores nativas”, explica Gabriel Ruschi.

Aracruz está na rota de dezenas de espécies de beija-flores, como a espécie migratória conhecida como beija-flor-vermelho, que durante sua jornada através de vários estados, repousa na EBMAR entre outubro e dezembro. Além de ser um local ideal para observação de beija-flores, a estação desenvolve um trabalho importante na preservação dos colibris, que são os polinizadores mais eficientes das Américas. Eles são uma espécie de correio genético, já que devido à quantidade de flores que cada indivíduo precisa visitar em um só dia, necessitam percorrer longas distâncias.

A Estação de Biologia Marinha Augusto Ruschi, em seus 30 hectares de extensão, possui áreas de floresta virgem, 7 ha de área em recuperação, áreas de agricultura orgânica de plantas medicinais, 2 km de trilhas de floresta Atlântica e restinga, e área de camping.

A EBMAR está aberta de terça-feira a domingo, de 7 às 17h. Para chegar, basta seguir a rodovia ES-010. A portaria está localizada na altura da praia de Gramuté, com entrada gratuita.

Fonte: folhalitoral

 

 

COMPARTILHAR