Ônibus da viação Águia Branca é atingido por carreta e cai em ribanceira, em Minas Gerais

754

Um ônibus da Viação Águia Branca, que fazia a linha São Paulo x Vitória da Conquista-BA, foi atingido por uma carreta carregada de sucatas na BR-116, a 12 Km da cidade de Muriaé, em Minas Gerais.

O ônibus foi jogado para fora da pista e caiu em uma ribanceira onde ficou tombado. A carreta também tombou na pista. O acidente aconteceu na noite desta quinta-feira, 12 de dezembro de 2019.

De acordo com pessoas da localidade, aproximadamente 50 passageiros estavam no ônibus e todos sobreviveram. Todos ficaram feridos, entre esses muitas crianças, mas apenas um em estado mais delicado, que permaneceu em observação médica.

O socorro e resgate de vítimas feridas foi rápido por parte do Corpo de Bombeiros, SAMU, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Militar, voluntários. Todos foram levados para os hospitais de Muriaé. Os feridos foram liberados e já seguiram viagem. A empresa Águia Branca está na cidade acompanhando a situação.

Fotos e informações: Silvan Alves

Viação Águia Branca divulga Nota Oficial

“A Viação Águia Branca informa que um ônibus da linha São Paulo a Vitória da Conquista, com saída da rodoviária do Tietê às 8h30 de ontem (12) foi envolvido em um acidente no KM 719 próximo ao município de Muriaé/MG.

O acidente foi provocado por uma carreta que seguia no sentido contrário e segundo o apurado pelas autoridades, perdeu o controle da direção, atingindo o ônibus lateralmente, provocando o seu tombamento na lateral da pista.

Os passageiros que sofreram algum tipo de ferimento foram socorridos e levados aos hospitais mais próximos e receberam o devido atendimento. Os demais passageiros foram conduzidos ao Ponto de Apoio localizado em Fervedouro para demais atendimentos tais como higiene pessoal, alimentação e outras necessidades.

A Empresa deu toda a assistência desde o momento do acidente e segue mantendo uma equipe de apoio acompanhando e prestando toda a assistência necessária, bem como contribuindo com as autoridades locais nas investigações do ocorrido”.

COMPARTILHAR