Polícia Civil prende casal suspeito de matar criança em São Mateus

9

A Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) de São Mateus prendeu, na tarde dessa segunda-feira (30), um casal suspeito da autoria das agressões que resultaram na morte de uma criança de cerca de dois anos, na última quarta-feira (25), no bairro Pedra D’agua, em São Mateus. O detido de 29 anos é pai do menino e a detida de 22 anos é madrasta.

Na data do fato, a própria família acionou a Polícia Militar do Espírito Santo (PMES) alegando que a criança tinha amanhecido sem vida. As investigações tiveram início imediatamente, por meio da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de São Mateus, e apontam que o pai e a madrasta agrediam o menino há meses.

“Durante as diligências, descobrimos que as agressões ocorriam diariamente e que a criança chegou a ser internada oito vezes. Fato este que foi comprovado com o resultado do exame cadavérico”, contou o titular da Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa de São Mateus, delegado Isaac Gagno.

No dia do fato, após a Polícia Militar ser acionada, os suspeitos foram encaminhados à Delegacia Regional de São Mateus, onde foram ouvidos e liberados, já que, naquele momento, não se poderia afirmar que os hematomas presentes no corpo da criança fossem resultantes de lesão corporal. Entretanto, o laudo cadavérico concluiu que a causa da morte seria traumatismo craniano.

Após os resultados, foi solicitado um mandado de prisão preventiva, que foi expedido pelo Poder Judiciário e cumprido nesta segunda-feira (30). Os suspeitos tentaram se esconder na casa da mãe da madrasta, mas foram localizados e presos.

Após o cumprimento do mandado, eles foram encaminhados ao Sistema Prisional. Tanto o homem quanto a mulher serão indiciados pelo crime de homicídio com dolo eventual.

Texto: Matheus Zardini

COMPARTILHAR